[PT] Casado (♂x♂)? 24

Demorou muito mais do que devia. Fim de semestre é tenso demais
Mas aqui está o cap 24 de Casado (♂x♂)?
Esse é meio que o começo da segunda temporada e vai ter algumas coisas diferentes da primeira.
Mas estou falando muito. Espero que gostem do cap

English readers, here’s the english version

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Casado (♂x♂)? 24

Thomas abriu os olhos no instante em que o alarme tocou. Com muito esforço, ele esticou a mão e desligou o celular, resmungando o tempo todo.

Apesar de ter acordado de sua soneca, ele ainda estava cansado. A soneca da tarde não o ajudou em nada. E ele sabia o motivo.

Em poucas horas, Thomas estaria no casamento do amigo. Se fosse apenas isso, não teria porque ficar nervoso. No entanto, a pessoa que ele traria como acompanhante fazia as borboletas em seu estômago ficarem a toda.

Sob circunstâncias normais, ele estaria muito feliz em trazer o amigo de infância a um evento desses. Thomas gostava de beber, mas não de ficar bêbado. A companhia do Lin deixaria tudo mais legal. Na verdade, o fofo homem loiro deixava tudo mais legal só de estar presente. Especialmente por Thomas poder contar em só uma das mãos as pessoas que ele conhecia que estariam naquele casamento.

Alguns podem dizer que um casamento era a oportunidade perfeita para conhecer mulheres e aproveitar uma noite interessante com uma. No entanto, Thomas não era do tipo que conseguia conversar com uma mulher que não conhecia, muito menos levá-la para a cama.

Foi assim até com a única namorada que ele teve. Embora ele a tivesse visto pelo departamento, ela quem foi falar com ele e não o contrário.

Por isso, a companhia do melhor amigo tornaria um casamento para o qual Thomas não queria ir em algo divertido.

Porém, Lin não iria só como um amigo. O loiro iria como a namorada dele.

Só pensar naquilo fazia o rosto de Thomas ficar vermelho, e o coração bater mais rápido.

Normalmente, Lin já o fazia corar algumas vezes no dia a dia. Contudo, as coisas mudaram. Após terem aquele beijo para praticar semana passada, Thomas ficou ainda mais envergonhado e consciente dos lábios do amigo.

Durante a semana, ele conseguia mascarar seus sentimentos sempre que estava com Lin. Quando eles corriam juntos, Thomas se focava em mover as pernas, na dor nas pernas, na respiração pesada. Não no adorável homem suado ao seu lado. Quando assistiam TV ou jogavam videogames juntos, ele se esforçava para se focar na tela, embora sempre que uma cena mais quente aparecia, as maçãs do rosto dele ficavam levemente coradas. Em especial pela mente reviver aquela noite dos dois.

Na verdade, esses momentos eram os mais fáceis de lidar. O problema verdadeiro era durante o café da manhã ou jantar. Em uma situação em que ficassem a sós, sem nada para distraí-lo além da comida, era impossível não lembrar do beijo sempre que via o lindo sorriso do Lin. Não só o beijo mais recente. Ele lembrava de todos. Desde que eram crianças até a noite de formatura de Thomas.

Hoje foi ainda pior. A soneca da tarde não deu muito certo. Embora ele só precisasse de um sono adicional para aguentar a festa, o que ele realmente queria era tempo para preparar o coração. Por todo o tempo que eles estavam juntos naquele sábado, ele não conseguia parar de pensar no Lin e como ele ficaria bonito de vestido e maquiagem.

Não seria a primeira vez que ele faz isso por mim, lembrou-se Thomas enquanto olhava para o teto. Ele também foi como a minha “namorada” pra umas festas de 15 anos quando eu não conseguia encontrar um par. Sem mencionar a formatura do ensino médio. Pensando bem, todo mundo sabia que o Lin não era a minha namorada em todas essas festas. No fim, a gente só era dois caras, só que um deles tava de vestido.

Pensando bem agora, ninguém me zoou por não arrumar uma garota pra ir comigo e ter ido com o Lin. Todo mundo, incluindo as nossas famílias, não viu nenhum problema e até tratou como se fosse óbvio… Será que eles me shippam com o Lin?

Considerar aquilo fez Thomas ficar vermelho e passar a mão pelo cabelo. Se for, vai ficar falar pra todo mundo que viramos um casal de verdade… Se fosse verdade, quero dizer. Quando percebeu o que pensava, ele balançou a cabeça. Graças a Deus ninguém sabe o que a gente naquela noite após a formatura. Se descobrissem que perdi a minha virgindade com o Lin…

No que raios estou pensando? Por que aquela noite tem vindo tanto à minha cabeça nesses dias? Eu não pensei nela em anos e agora eu… Thomas acabou se lembrando dela mesmo que não quisesse.

A forma que Lin estava lindo, com a quantidade ideal de maquiagem, usando um vestido curto e de cabelo amarrado que deixava exposto o elegante e beijável pescoço dele. Eles se divertiram demais, até dançaram. Ele lembrava que chegaram tarde em casa naquela noite. Lin percebeu como o amigo estava incomodado por ir para a faculdade ainda virgem. Ele lembrava como a namorada se ofereceu para resolver isso. Eles se beijaram e sentaram na cama antes de um despir o outro…

Apesar de ter bebido um pouco, Thomas se lembrava de tudo sobre aquela noite. Ele jamais esqueceria. Mesmo após ter conseguido sua primeira namorada, e transado com ela, no fundo de sua mente, ele ainda se lembrava de sua primeira vez com o Lin.

Será que algo como aquela noite vai se repetir depois do casamento…

No instante em que a ideia veio a sua mente, Thomas ficou com um tom alarmante de vermelho. Ele se virou na cama e enterrou o rosto no travesseiro.

No que raios tô pensando? Dormir com o meu melhor amigo? De novo? Estou pensando em dormir com um cara de novo?

Nem sou gay!

Thomas se forçou a parar de pensar até seu coração parar de bater mais rápido do que deveria.

Ainda que eu diga que não sou gay, penso naquilo com o Lin… Meu primeiro beijo foi com ele, minha primeira vez também… Ele provavelmente teria sido o meu primeiro amor se não fosse pela menina das flores com quem andei pelo corredor da igreja durante o segundo casamento do meu tio… Mas isso não vem ao caso agora.

Terei mais outras primeiras vezes com o Lin?

Thomas não tinha como saber, mas ele não desgostava da ideia.

Eu já tenho meu primeiro lar graças a ele…

— Não diga isso… — Ele ouviu a voz de Lin do outro lado da parede que dividiam.

O que será que tão conversando?

Esse também foi o motivo para a soneca da tarde não ter funcionado.

Do outro lado da parede, Lin estava se maquiando, com a ajuda da Karina, para se tornar o melhor par que Thomas já teve.

Ele não conseguia parar de imaginar o que a mulher estava fazendo. No entanto, tinha outra coisa em sua cabeça.

Karina disse par e não namorada de propósito… Ela nos shippa também?

Ele não tinha como saber, e sem coragem para perguntar a ela sem revelar o que andava em sua mente.

E se ela mencionar isso ao Lin… Eu não tenho ideia do que faria se ele ficasse sabendo disso… Ele pode até me estranhar…

Thomas sabia que isso era mentira. Embora se esforçasse para não pensar naquilo, ele tinha uma noção de como o Lin reagiria.

Ele gosta de tirar uma comigo porque é ótimo nisso. Mas se eu dissesse que queria a gente virasse mais do que amigos, ele concordaria… Eu sei disso… Ele não é alguém que se importa com rótulos idiotas como gay ou hétero. Ele pode se apaixonar por qualquer um. Ele olha para a alma da pessoa, não para o corpo delas. É por isso que a gente poderia ficar juntos…

Para que isso aconteça, eu só preciso me confessar… E então a gente seria um casal…

Enquanto ele abraçava o travesseiro, não conseguia conter sua imaginação.

Não mudaria muita coisa… A única diferença pra nossa vida atual seria que… a gente se b-beijaria mais… e também t-transaríamos… como namorados de verdade…

O rosto de Thomas ficou com um tom alarmante de vermelho de novo.

Eu disse que não sou gay, mas me imagino fazendo muitas coisas gays com o Lin.

Argh! Chega! Tô ficando doido! Tudo porque vou levar o meu melhor amigo como namorada pra um casamento!

Falando nisso, em vez de pensar em coisas gays, eu preciso me arrumar!

Thomas jogou o travesseiro de lado, saiu da cama, passou uma mão pelo rosto e bagunçou o cabelo algumas vezes até clarear a mente. No instante em que ouviu Lin e Karina rindo do outro lado da parede, tudo foi em vão.

Tentando ignorar o que se passava no outro quarto, certificando-se de que não olharia naquela direção, ele foi até o banheiro e tomou um longo banho gelado. Assim que saiu, as bochechas voltaram ao normal e sua mente se focou em colocar a roupa. Para sua sorte, ele teve tanto problema para fazer o nó da gravata que nem conseguiu pensar em sua falsa namorada.

— Lin, estou pronto — disse assim que saiu do quarto.

— Eu também — respondeu uma voz bastante embaraçada do outro quarto.

No instante seguinte, a porta se abriu e Karina saiu, sorrindo de ponta a ponta.

— Olha, Tom. Você vai amar isso! Eu me certifiquei de te preparar o melhor e mais fofo par!

Lá vem ela com isso de par em vez de namorada… E, só para você saber, eu já tenho o melhor par que jamais mereci, pensou ele, com o rosto levemente corado. Enquanto esperava, seu coração bateu mais rápido, e sua mente ficou descontrolada, imaginando como o Lin ficou.

Quando o homem de vestido saiu do quarto, a mente de Thomas parou de funcionar.

— Q-Que tal…? — perguntou Lin, colocando uma mecha de seu lindo cabelo loiro preso atrás da orelha, seu rosto vermelho enquanto olhava para o amigo pelo canto do olho.

Thomas não tinha como descrevê-lo. Lin estava mais lindo do que sua mente jamais imaginara.

A falsa namorada usava um vestido curto azul escuro que deixava as costas expostas e um era volumoso nos peitos, escondendo o fato de que ele não tinha nada. A maquiagem era na medida certa para melhorar seus traços já lindos sem fazer parecer que ele se esforçou demais. Seu cabelo foi preso em um coque na nuca, com algumas mechas soltas. De salto alto, a falsa namorada tinha a mesma altura do falso namorado.

— Você tá… tá… demais… — Conseguiu responder Thomas após encarar de queixo caído por um bom tempo.

— O-Obrigado… — Lin corou e sorriu.

— Né! Na maior humildade, eu sei que sou foda, mas até eu fiquei chocada com o rapaz. Você não tem ideia do tanto de preparativos que ele teve. Passei um dia todo arrumando as sobrancelhas, fazendo as unhas, a maquiagem, depilando a perna, a virilha. — Karina murmurou o final.

— A o quê? — perguntou Thomas.

— Trate de apreciar isso, Tom! — disse ela, meio brincando, meio séria.

— E-Eu vou… Pode confiar…

— P-Pare de me encarar assim — disse Lin, corando mais. — Dá vergonha…

— Foi mal… É só que… Você tá incrível…

— É que nem na noite da sua formatura, né — disse Karina, erguendo as sobrancelhas.

Tanto Lin quanto Thomas ficaram muito vermelhos ao mesmo tempo.

Por que ela tá mencionando isso? Ela sabe? Lin a contou que a gente perdeu a virgindade naquela noite?

Apesar do que tinha em mente, Thomas conseguiu não deixar transparecer na voz.

— T-t-tais falando do quê?

— Eu sei o que aconteceu. O Lin foi como o seu par naquela época também, né? Ele me mostrou as fotos.

Thomas quase suspirou, aliviado. Ela tá falando disso…

— E-É… N-Na verdade, ele tá ainda mais lindo do que naquela noite — disse Thomas. Não importa o quanto envergonhado estivesse, ele não podia mentir. — Ele está mais maduro… mais… incrível…

— Você consegue mais palavras no seu vocabulário, Tom — disse ela, rindo.

— M-Melhor não. Vamos parar de falar nisso e ir logo. Não queremos nos atrasar — disse Lin.

— Sim. Deixem as coisas de pombinhos apaixonados pro casamento. Não que importe. Vocês já são um casal e tanto, não importa o que — brincou Karina, seu sorriso malicioso demais para Thomas.

O homem de vestido foi até a porta, mas depois se virou para o amigo. Ele mostrou um sorriso gentil conforme se aproximava.

— Você não toma jeito, hein.

— Q-Quê? — perguntou Thomas, consciente demais do cheiro bom emanando de seu par.

Sem dizer nada, Lin desfez a gravata e a arrumou.

— Não sei o que você faria sem mim.

— Nem eu — admitiu Thomas, ficando envergonhado do que dizia, sentindo o olhar de Karina sobre os dois.

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Espero que tenham gostado.

Até sair o próximo cap, curtam outras histórias BL como Por Favor Me Chame de Professor e O Nadador e o Assistente

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Casado? and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Casado (♂x♂)? 24

  1. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 23 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 25 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s