[PT] Casado (♂x♂)? 15

Impossível resistir. Lin é fofo demais XD
Espero que gostem do cap

English readers, here’s the english version

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Casado (♂x♂)? 15

Era uma bela manhã de sábado. O sol brilhava no céu, mas o quarto estava gelado graças ao ar-condicionado. Os pássaros cantavam alegremente na árvore perto da janela.

Thomas estava meio acordado. Embora soubesse que estava sonhando, ele conseguiu continuar dormindo.

Porém, do nada, ele foi tirado de seu sonho e puxado para a dura realidade.

— Ei, Tom, hora de acordar! — disse Lin com seu tom alegre.

Embora Thomas ainda estivesse de olhos fechados, ele sabia que o sorriso do loiro iluminaria até o dia mais escuro.

Mas até o sorriso de sua esposa não foi o bastante para deixá-lo de bom humor.

— Não… é hora de dormir… tá um friozinho aqui…

Ainda sem abrir os olhos, Thomas virou-se e tentou puxar Lin pelo pulso.

O plano era fazer o homem que chamava de esposa deitar com ele e, quem sabe, sentir o conforto do travesseiro para então desistir de ir correr. Pelo menos por hoje.

No entanto, Lin já se acostumara a essa tática e erguera os dois braços para longe do alcance do marido.

— Não vou cair nessa. Não de novo. — Sua voz ainda estava animada.

— Por que tu tá tão alegre? Entendo durante a semana, mas hoje é sábado, pelo amor. É sábado! — Thomas grunhiu e ainda se recusou a abrir os olhos.

— Pode repetir o que quiser. Mas levanta. — Como o homem não se moveu, Lin puxou o cobertor. — Vamos. Estou animado porque consegui algo interessante.

— O quê? — perguntou Thomas, puxando os cobertores para cobrir sua cabeça novamente.

— Só olhar pra mim que você vai saber.

Seu desejo de continuar deitado na cama era forte. Mas sua curiosidade para ver o que deixava Lin tão animado era maior.

A contragosto, ele tirou o cobertor do rosto e encarou o homem que gostava de chamar de esposa.

Thomas piscou algumas vezes, sem acreditar.

— P-P-Por que você está usando um sutiã esportivo?

Meu deus! Ele tá demais de shortinho e rabo de cavalo! Lindo demais! Por que minha esposa é tão fofa?

Ele se esforça pra que eu não consiga ignorar sua beleza!

Não quero que as pessoas pensem bobagem ao olhar pra minha esposa! Só eu posso! Digo, ele é puro demais pra se pensar bobagem!

Lin sorriu e balançou o dedo indicador enquanto fazia um som de buzina.

— Errado. Não é um sutiã esportivo. É um gadget vestível.

— Um o quê…?

— Um aparelho que dá pra usar. É um medidor de desempenho. — Ele se virou e apontou para o espaço entre os ossos das costas. — Consegue ver? Ele acompanha meus movimentos, velocidade e outras estatísticas e me manda várias informações interessantes direto pro celular.

— Tá certo…

Thomas não conseguia deixar de olhar para o gadget vestível que se parecia muito com um sutiã esportivo. Então sua mente lenta finalmente se lembrou.

— Ah… é aquela coisa que jogadores de futebol usam…

— Sim! — O sorriso de Lin aumentou. Depois ele balançou a cabeça. — Por que eu usaria um sutiã esportivo?

— Hã… O-Onde você arrumou? — Thomas mudou de assunto rápido ao sentir o rosto ficar vermelho.

— Na faculdade. Foi durante uma palestra dessa companhia. No fim, eles fizeram um sorteio e eu ganhei este aparelho. Usei algumas vezes, mas aí esqueci que tinha até minha mãe mandar.

— É esse o motivo da sua animação toda?

— Sim! Estive querendo marcar minha velocidade e tempo médio, bem como outras coisas, faz um tempo. Agora vai dar graças a isso aqui!

Thomas mal continha o sorriso e a vermelhidão no rosto. Não importa como eu encare, é um sutiã esportivo. E com a aparência feminina dele, isso aí só vai me deixar mais confuso…

Céus, olha pra isso! Dá pra ver os mamilos dele!

Mas se ele tá feliz… isso é tudo que importa.

— Agora, vamos. Mal posso esperar pra testar essa belezinha!

Sob aquele entusiasmo todo, Thomas não resistiu ao ser tirado da cama por Lin.

Não acredito que vou correr com minha esposa usando um sutiã esportivo…

***

Assim que chegou em casa, Thomas estava cansado demais. Tão cansado que nem quis jogar videogame.

Em vez de ir para o quarto e tirar um cochilo, ele deitou no sofá.

Meu quarto e cama estão longes demais, pensou ele, descansando a cabeça na almofada.

O Lin vai me acordar quando chegar… não acredito que ele pretende continuar só pra testar o sutiã esportivo lá…

Era impossível não corar enquanto imaginava o homem que chamava de esposa com o gadget vestível preto.

Ele fica tão lindo naquilo, não é justo…

Quando percebeu no que pensava, uma risada involuntária veio. Devo ser o único cara que reclama que sua esposa é linda demais…

Então ele suspirou.

Lin disse que queria testar o negócio mais um pouco, mas sei que na verdade é que eu tô atrasando ele. Aposto que ele conseguia dar mais dez voltas se não tivesse que acompanhar meu ritmo…

Eu vou compensar quando ele chegar em casa… de algum jeito…

Talvez possamos sair… almoçar no shopping… ah, eu podia comprar um tênis novo pra ele… os velhos dele estão caindo aos pedaços… aí poderíamos ir ao cinema. A gente vê um filme toda semana em casa, mas é diferente ir até lá…

É, parece legal… um dia bacana pra gente…

Espera… por que tô planejando um encontro com o Lin?

Ah, problema.

Não somos casados, mas não é como se eu não devesse apreciá-lo… Quero retribuí-lo de alguma forma… agora e para o resto da minha vida…

Aquela foi a última coisa que Thomas pensou antes da mente cair no sono…

Mas, novamente, ele foi tirado da terra dos sonhos de forma abrupta.

Algo pesado, quente e suado se jogou sobre ele.

Que…?

Demorou um pouco para que sua mente funcionasse direito.

Com muito esforço, Thomas abriu os olhos e virou a cabeça.

Lin era a coisa pesada, quente e suada sobre ele.

Ele não é tão pesado… Espera, deixa pra lá…

— O que você está fazendo?

— Tô cansado — respondeu Lin com uma voz sonolenta, sua respiração ficando mais lenta.

— Então vai pro seu quarto. Tais todo suado!

— Longe demais… Você é mais confortável… E eu acabei de trocar os lençóis hoje.

— Então não tem problema suar em cima de mim?

— Você deu um aspecto sujo pra isso… Como se eu fosse tirar a camisa e me esfregar contra seu corpo até ficarmos com o mesmo cheiro — disse Lin, com a mesma voz sonolenta, mas sorridente.

Thomas imaginou sem querer. Então balançou a cabeça para tirar a ideia que fez seu coração bater mais rápido da mente.

— Não distorça o que eu disse!

— Se é assim, me deixa ficar deitado aqui um pouquinho, vai!

— Não! E você não tá só suado, tá todo quente!

— E você tá gelado e fresquinho… Não resisto. — Lin abraçou Thomas e descansou sua cabeça nas costas do amigo. — Tão gostoso…

— Não caia no sono!

— Não se preocupe… Você não tomou banho… Tá usando as mesmas roupas… Se quiser, a gente pode tomar um banho juntos, que nem quando a gente era crianças.

Apesar de não ter segundas intenções, aquilo fez o rosto de Thomas ficar muito vermelho. Droga! Agora não consigo parar de pensar na gente tomando banho!

— Por que falou disso? Apenas saia de cima! — Thomas balançou o corpo o melhor que pôde sem sair do sofá.

Mas não fez diferença; Lin o abraçou com mais força e não o soltou.

— Só mais um pouco… Até que eu recupere as minhas energias… Eu me esforcei mais do que deveria hoje… Pensando bem, eu fiz a mesma coisa naquela época… Ei, pode me massagear depois…? Suas massagens são tão boas… Seus dedos sabem como me deixar feliz…

Não diga coisas assim! Você tá fazendo isso de propósito, não tá?

— Se você sair de cima de mim, eu te massageio agora!

— Não… isso é… muito mais… confortável…

No instante seguinte, a respiração do loiro ficou lenta e estável.

— Lin? Lin?

Não importa o quanto Thomas chamasse, seu amigo não respondeu. Não acredito que ele caiu no sono mesmo em cima de mim!

Ele pressionou o rosto contra a almofada e suspirou lentamente. Ao se acalmar, ele virou a cabeça de novo.

Quando viu o rosto sonolento de Lin, Thomas sabia que não conseguiria ficar bravo.

Só dessa vez, pensou, corando. Além do mais, não é como se minha esposa fosse pesada… Ele é pequeno e fofo… não me importo com o suor dele…

No que raios estou pensando?

Com o rosto de um tom alarmante de vermelho, Thomas enterrou o rosto no travesseiro e tentou dormir de novo.

Mas, conforme sentia o coração de Lin bater, ele não conseguiu pregar o olho.

Isso não é tão ruim…

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Espero que tenham gostado
Se gostaram de Casado (♂x♂), leiam alguma das minhas outras histórias BL Por Favor Me Chame de Professor e O Nadador e o Assistente

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Casado? and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Casado (♂x♂)? 15

  1. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 14 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 16 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s