[PT] Casado (♂x♂)? 13

Se o cap da semana passada foi fofo, esse é ainda mais XD
Espero que gostem

English readers, here’s the english version

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Casado (♂x♂)? 13

Era uma noite normal. Após o jantar. Thomas e Lin estavam no sofá, jogando vídeo game para relaxar. Mas sua mente não estava no jogo.

Nunca pensei que acharia difícil convidar o Lin pra esse casamento… não é como se eu estivesse chamando ele pra sair… Só quero levá-lo pra fazer algo diferente e legal… mesmo assim, estou tão nervoso, pensou ele olhando para o homem sentado ao seu lado.

Quando Lin marcou um gol, ele sorriu e gritou, sentindo-se vitorioso.

— Você tá ainda pior hoje — disse o loiro, com a voz animada.

Thomas corou e desviou o olhar. Ah, droga… por que a minha esposa é tão fofa mesmo quando tá me provocando?

É provavelmente o motivo de eu não conseguir convidá-lo logo de cara… Ele é tão fofo que não consigo esquecer do que fizemos antes… ah, droga… agora não consigo tirar aquela noite da cabeça…

— E-Ei, Lin? — chamou Thomas quando o jogo acabou com a vitória esmagadora do amigo. Não é tão difícil. Só vou convidar minha esposa pra um casamento! — Você sabe que meu antigo colega de apartamento vai se casar no fim do mês, né?

— Sim. E você deveria ligar pra ele e confirmar, falando nisso. Você tem enrolado faz um tempo já. Está com inveja porque ele tá se casando? — brincou Lin, cutucando-o na bochecha.

Thomas achou difícil conter seu sorriso. Já sou casado. Com você, seu idiota, pensou, corando levemente.

— É, na verdade, não. Mas quanto a isso… Eu estava pensando, se… se você não queria ir comigo… tipo, vai ser mais legal se a gente for juntos…

Lin inclinou a cabeça por um instante, murmurando.

Ah, droga! Por que ele faz isso quando vai pensar é tão fofo?

— Claro. Parece divertido — disse o loiro com um grande sorriso. — Faz tempo desde que fui em uma festa dessas.

— Pois é. Desde a formatura do colégio.

No instante em que Thomas falou, tanto ele quanto Lin ficaram vermelhos e desviaram o olhar ao mesmo tempo.

Droga! O quão idiota eu sou? Por que raios falei disso? A gente prometeu que jamais mencionaríamos o que fizemos naquela noite de novo!

Enquanto o silêncio ficava mais desconfortável, Thomas pegou o telefone.

— E-Então eu vou ligar pra ele e dizer que vou levar alguém.

Enquanto a vergonha passava, Thomas não conteve um suspiro. Eu estava evitando falar com aquele idiota todo esse tempo… não acredito que vou mesmo ligar pra ele… isso parece pior do que lidar com a lembrança do que o Lin fez na noite do nosso baile… ah, merda… esquece isso logo…

Para sua irritação, Raul atendeu na hora. Droga… eu esperava que pudesse só mandar uma mensagem avisando que tentei ligar pra ele…

— Oi, Tom. Você finalmente ligou. Eu já estava achando que você vinha me evitando — disse seu antigo colega, antes que Thomas pudesse falar qualquer coisa. — Você me ligou para avisar que vai sozinho ao casamento, né? De boa, cara, não precisa ficar com vergonha disso. Até um nerd como você vai arrumar alguém uma hora.

Não acredito que ele ainda é um imbecil… Sinto muito pela futura esposa desse daí, pensou ele, contando até dez na sua cabeça antes de falar.

— Na verdade, eu liguei pra avisar que vou levar alguém comigo — disse Thomas, saboreando as palavras.

Sua alegria durou pouco, no entanto; Raul riu tão alto que ele precisou afastar o telefone do ouvido.

— Sem chance, cara. Sério mesmo? Você vai levar alguém pro meu casamento?

— Sim — disse Thomas, entre os dentes. — E…

— É uma garota? Sem ofensa, mas acho que seria difícil um cara como você ter coragem pra convidar uma garota a um casamento!

Thomas estava no limite. Toda a sua alegria de Lin realizar uma de suas fantasias sumira.

— Sim, vou levar uma garota. E ela é linda. Não consigo me imaginar sem ela — soltou ele antes que pudesse se impedir.

— Sem chance, cara! Estou vendo um daqueles filmes em que o cara fala o que você acabou de dizer e vai procurar por uma garota qualquer. Ou quem sabe você vá trazer uma prima ou outra parente.

— Lin é real. E não é parente meu.

— Ah, jura? Me manda uma foto e eu coloco que você vai trazer alguém.

Raul terminou a ligação antes de Thomas pudesse falar qualquer coisa.

Ele respirou fundo e exalou o ar lentamente. É sempre cansativo lidar com aquele idiota… não acredito que somos amigos… um amigo idiota e ruim não deixa de ser um, acho…

Ao se virar, Lin o observava com uma expressão entretida.

— Entendi o que estava rolando…

— Foi mal, Lin. Mas ele estava sendo… bem, o de sempre, só que não aguentei… Por favor, poderia ir no casamento como meu acompanhante? — Thomas pressionou as mãos juntas e ergueu a cabeça.

Lin riu e mostrou um sorriso gentil.

— Nem precisa pedir. Não me importo de me vestir de garota de novo se for por você. Agora vamos cuidar dessa foto. Precisamos tirar uma boa.

O lindo loiro foi até o quarto de Thomas e voltou alguns minutos depois.

O programador não conteve o queixo caído perante o melhor amigo. Eu… Eu… Eu… não sei o que dizer para isso…

Lin fez um rabo de cavalo e colocou uma blusa de botões com mangas curtas. Pertencia a Thomas, e apesar de não ser muito grande, passava um pouco da sua cintura. Com o shorts da infância, que parecia um mini shorts agora, ele parecia usar somente a camisa.

Caramba! Minha esposa está com a camisa do namorado! Ele está lindo, porra! Ele quer que eu me apaixone ou o quê?

— Vamos surpreender seu antigo colega de quarto com isso. Aposto que ele nem vai acreditar. — O sorriso malicioso de Lin só o deixou mais fofo.

Com o coração batendo forte, Thomas ficou ao lado do melhor amigo e tirou a foto. Parte de si estava relutando em mandar a foto; ele queria guardar a fofura de Lin só para si.

— Pode não ser o bastante.

Lin pegou o celular da mão do amigo e tirou algumas selfies até ficar satisfeito.

— Agora sim… — cantarolou ele enquanto conferia as fotos. Então seu rosto se iluminou com um sorriso. — Tive uma ótima ideia.

Lin se inclinou mais perto e beijou Thomas na bochecha, pressionando o botão na mesma hora.

— Pra mostrar que é pra valer — disse o belo loiro, seu rosto vermelho enquanto ele devolvia o celular.

Demorou um tempo para a mente de Thomas voltar a funcionar. Enquanto ele enviava as fotos, ainda sentia a sensação úmida do beijo de Lin.

Caramba! Sério, cara? Ela é gostosa demais pra você. Preciso vê-la em pessoa. Vou marcar que você vai trazer alguém. Raul respondeu na hora.

— Ótimo. Mal posso aguardar o casamento — disse Lin assim que leu a resposta. — Vai ser bem divertido!

Seu sorriso embaraçado era a coisa mais fofa do mundo para Thomas.

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Meio curtinho mas espero que tenham gostado
Se gostaram de Casado (♂x♂), leiam alguma das minhas outras histórias BL Por Favor Me Chame de Professor e O Nadador e o Assistente

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Casado? and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Casado (♂x♂)? 13

  1. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 12 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 14 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s