[PT] Casado (♂x♂)? 11

Oi pessoal XD
Segunda é dia desse casal extremamente fofo.
Lin tá mal, mas ele tem Tom ao seu lado. Isso é que se faz pelo seu amor melhor amigo
Espero que gostem do cap

English readers, here’s the english version

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Casado (♂x♂)? 11

— Sou um perdedor.

Foi a primeira coisa que Lin disse quando entraram em casa.

Durante a viagem, ele não disse nada em seu estado quase bêbado e sonolento. E tudo que fez foi segurar a manga de Thomas o caminho todo.

— Não, você não é — disse seu melhor amigo, ajudando Lin a entrar na casa deles e colocando o homem no sofá. — Você é muitas coisas, mas não um perdedor.

— Eu te amo, Tom, mas você está errado. Do que mais dá pra chamar alguém com dois diplomas que não consegue arrumar emprego na área? — Lin estava tão bêbado que seu bafo acertou Thomas em cheio, fazendo o homem piscar e estremecer. — De perdedor! Um grande perdedor!

Thomas fez o amigo deitar no sofá. Ele colocou as mechas loiras atrás daquelas orelhas delicadas e encarou o homem nos olhos.

— Lin, você não é um perdedor — disse, com a voz firme. — Você não é.

— Sim, sou! Sabe que estive evitando falar com meus pais recentemente? Estou com vergonha demais pra falar com eles! — confessou o loiro, deixando as lágrimas escorrerem pelo rosto. Thomas se aproximou e abraçou seu amigo mais querido. — Não é como se eles me pressionassem. Sabem que estou me esforçando pra encontrar um emprego. Mas não consigo me forçar a dizer para eles que ainda não consegui. É doloroso demais dizer que falhei em outra entrevista!

Lin enterrou o rosto no peito de Thomas e chorou de novo. O programador somente acariciou suas costas.

— Por que você não me contou da sua entrevista de hoje? — perguntou ele em voz baixa.

— Porque eu não queria desapontar você!

Aquelas palavras pareciam ser um soco no estômago de Thomas.

— Você jamais me desapontaria, Lin! Nunca! Devia saber disso!

— Eu sei! Mesmo assim, eu sabia que não teria a coragem de contar se falhasse de novo. Você tem me apoiado tanto. Eu não tenho ideia do que faria sem você. É por isso que fiquei quieto. Parte de mim queria te surpreender se eu conseguisse o emprego, mas eu estava com medo também. E olha no que deu!

Lin chorou ainda mais, fazendo Thomas abraçá-lo mais forte.

Sou um grande idiota! Nós vivemos juntos, passamos boa parte do tempo juntos, mas nem notei o quanto isso o afetava. Sou um grande idiota!

— Lin — disse ele, com uma voz firme, porém gentil, enquanto acariciava o homem mais querido para ele. — Eu sei que você anda tendo dificuldades pra encontrar um emprego. E que você anda tendo mais baixos do que altos esses tempos, mas isso não te faz um perdedor.

— Faz sim! Sabe por que não me contrataram hoje? Porque eu era muito qualificado! Após a entrevista, eu escutei alguém dizendo que seria melhor não me contratar, pois eu poderia deixar o emprego por uma vaga melhor logo, por isso eles queriam se poupar do trabalho! Que droga! Eu me esforço pra arrumar dois diplomas e isso me torna uma opção ruim? Não é justo! Eu nem consegui um emprego! Como eu poderia sair pra ir atrás de outro? Não é justo!

Lin chorou ainda mais alto.

Aquela voz machucava Thomas como se ele pudesse sentir a frustração. Embora estive prestes a chorar também.

Droga! Não posso fazer nada pelo meu amigo?

— Você tem razão, Lin. Não é nem um pouco justo. Sei que você se esforça mais que a maioria. Por causa disso, eu sei que as coisas vão melhorar. Eu apenas sei.

— Como você sabe?

— Porque sou um idiota. Um idiota que acredita que coisas boas acontecem com pessoas boas. E conheço ninguém melhor do que você.

— É só da boca pra fora!

— Não é. Minha vida era um vazio bem grande nos últimos anos. Eu odeio meu trabalho, mas o dinheiro é decente o bastante pra comprar porcarias e passar o tempo. Mas desde que você se mudou pra cá, as coisas tem sido mais divertidas. Eu amo voltar para casa e comer a sua comida. Não gosto de acordar cedo e ir correr, mas amo ser acordado com seu sorriso pela manhã. Eu adoro passar o tempo com você. Só estando aqui, você melhorou muito minha vida. Você não é um perdedor, Lineu!

Aquilo fez Lin chorar ainda mais. O homem loiro envolveu seus braços em Thomas e o abraçou o mais forte que seus membros esbeltos permitiam.

Ele é tão forte, pensou Thomas enquanto os braços o apertavam. E está chorando assim.

— Você é o único com quem posso contar, Tom. Sempre. Desde que a gente era criança. Você me protegeu naquela época e me ajuda até hoje. Eu sei que sou um grande estorvo, mas, por favor, não me abandone. Não me deixe!

— Não vou. Não tem como eu te abandonar.

— Me prometa! Por favor, prometa que não vai abandonar um perdedor como eu!

— Você não é um perdedor, Lin. Mas prometo. Você é meu melhor amigo desde que consigo lembrar. Prometo que não vou deixá-lo

***

Quando acordou, a cabeça de Lin doía e sua garganta estava seca.

Com dificuldade, ele abriu os olhos. Não é o meu quarto, pensou, olhando ao redor.

Ele precisou de um tempo para perceber que dormia na sala, deitado no sofá com um travesseiro debaixo da cabeça e um lençol sobre o corpo.

Quando sua visão se adaptou, ele viu uma massa de cabelo na sua frente. Depois notou um calor estranho em sua mão.

Enquanto entendia que dormiu de mãos dadas com Thomas, todas as memórias da noite anterior voltaram. Eu fiz uma cena… Não acredito que bebi tanto… Aposto que a Karina ficou brava porque eu arruinei a noite… E eu dei tanto trabalho pro Tom…

Mas lembro que ele me confortou… Tenho sorte de ter alguém como ele na minha vida…

Lin deslizou para o limite do sofá, a fim de se aproximar de Thomas. Sentindo o calor do melhor amigo, ele sentiu sono de novo…

Quando acordou, Thomas não estava lá mais.

— Tom? — perguntou Lin, sentando ereto, sentindo a cabeça latejando com o esforço. Ele fechou os olhos e pressionou os olhos com as duas mãos.

— Oi, Lin. Bom dia. Não levante tão rápido — disse uma voz familiar e reconfortante, fazendo Lin sorrir, mesmo sem ver de quem era. — Você está com sede, né? E fome? Não comeu nada desde ontem.

Lin sentiu um cheiro bom e seu estômago roncou. Ao abrir os olhos, ele viu Thomas segurando um prato de sanduíches saudáveis em uma mão e um suco de manga na outra.

— Você ainda se lembra da receita caseira pra curar a ressaca? — Ele mal continha o sorriso.

— Jamais esqueceria — disse Thomas, entregando o prato e o copo de vidro.

— Pensei que você odiava esses sanduíches. Não disse que eram leves demais pra encherem a barriga? — brincou Lin, dando uma mordida tão generosa que pegou metade do sanduíche.

— Sim. É verdade. Não tem jeito. Mas se você disser que precisa deles, não me importo em encher nossa geladeira.

— Valeu… — Lin riu. Seu sorriso desapareceu assim que terminou o primeiro sanduíche. — E obrigado por ontem… Sei que fui um pé no saco…

— Foi nada. Você jamais seria um pé no saco pra mim, Lin. Você é meu melhor amigo e eu vou cuidar de você sempre que precisar. É algo tão óbvio que nem precisa me agradecer, tá? — disse ele, com um tom firme para acabar com o assunto.

— Ok — concordou e sorriu ele.

— E não quero que você jamais pense que precisa esconder algo de mim de novo. Pode falar comigo sobre qualquer coisa. Estou aqui sempre que você precisar.

O coração de Lin se aliviou ao ouvir aquilo.

— Obrigado mesmo, Tom. Sempre posso contar com você.

— Pois é! — Thomas mostrou um grande sorriso. Mas ele fez uma careta assim que pegou um dos sanduíches saudáveis e comeu. Mesmo assim, ele se forçou a terminar enquanto sentava no sofá e colocava as pernas de Lin no seu colo. — Que tal passarmos o sábado todo como dois preguiçosos e maratonarmos aquela série?

— Parece ótimo. — Lin sorriu do fundo do coração enquanto terminava o terceiro sanduíche.

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Meio curtinho mas espero que tenham gostado
Se gostaram de Casado (♂x♂), leiam alguma das minhas outras histórias BL Por Favor Me Chame de Professor e O Nadador e o Assistente

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Casado? and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Casado (♂x♂)? 11

  1. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 10 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 12 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s