[PT] Casado (♂x♂)? 4

Oi pessoal.
Postando o cap 4 do casal ainda não casado mais fofo que existe XD
Se o marido sente algo estranho, a esposa vai levá-lo para o médico, mesmo se a esposa seja um homem
Espero que gostem do cap

English readers, here’s the english version

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Casado (♂x♂)? 4

— Isso é exagero… não precisa mesmo — disse Thomas em voz baixa que não escondia o quanto ele não gostava de estar lá.

— Precisa sim — disse Lin com a voz firme, agarrando a mão do amigo de infância para que ele não parasse no meio do estacionamento.

— Por que a gente tá aqui, ein? Eu tô bem — insistiu Thomas.

— Tenho certeza que está, mas você sentiu uma dor no peito outro dia, não foi? — Lin parou e olhou para o chão. — E não foi a primeira vez… não acredito que você escondeu algo tão importante de mim…

Thomas desviou o olhar, a culpa o preenchendo.

— Não foi nada, Lin… aquilo só aconteceu porque eu dormi, tipo, quatro horas na última semana… projeto maldito… Assim que ele acabar, eu vou dormir certo e nunca vou sentir aquilo de novo.

— É por isso que a gente tá aqui… para conferir se foi só falta de sono…

— E foi. Confia em mim. Eu conheço meu corpo. Eu consegui dormir seis horas seguidas como todo mundo recomenda nas duas últimas noites e estou bem. — Thomas mostrou um sorriso confiante, batendo no peito algumas vezes com o punho. — Não precisamos gastar essa linda tarde indo no consultório médico… Que tal irmos ver um filme? Você queria ver aquela comédia, né?

— O recomendado são oito horas de sono. Pare de ser um bebê chorão e vamos no médico!

Apesar de seu perfil magro e membros esbelto, Lin era mais forte que Thomas. Apesar de tentar desistir, o lindo loiro conseguiu arrastar seu amigo de infância.

— Droga, Lin! Por que você é tão forte? — murmurou Thomas após desistir e caminhar sozinho, embora em um ritmo bem mais lento que o normal.

— Não subestime alguém formado em educação física! — Lin sorriu, estufou o peito, arregaçou a manga e mostrou o braço.

Thomas não reagiu. Após um tempo, ele corou e pressionou os lábios para esconder o sorriso. Droga… isso é fofo demais! Não é justo um cara ser tão fofo…

Após terem deixado o estacionamento, eles logo chegaram à clínica. Thomas franziu o cenho enquanto olhava para a grande casa que foi convertida no consultório de vários médicos.

É por isso que eu reconheci a rua…

— Meu primo? Sério mesmo? Por que a gente não podia ir no seu irmão?

— Meu irmão viajou pra dar uma palestra no momento — disse Lin, distraído. Então ele percebeu a expressão do amigo de infância. — Qual é a da cara feia? Qual o problema do seu primo?

— Você sabe… esse é o primo que minha mãe vive me comparando — disse ele, com uma voz sem vontade, os olhos perdendo a vida. — Tom, seu primo faz bilhões de reais por semana. Por que não faz medicina dessa vez? Seu primo pode falar todas as línguas do mundo. Não quer tentar aprender grego antigo também?

— Duvido que a sua mãe diga isso… dessa forma ao menos… — Apesar do que dizia, Lin não olhava nos olhos do melhor amigo. Thomas se aproximou tanto que o loiro não podia evitar olhar para ele dessa vez. — D-De toda forma, ele era o parente que podia nos atender mais rápido. A gente não pode ser exigentes. É só dessa vez, eu prometo.

Thomas queria falar muita coisa. Mas ficou quieto. Ele não queria ir no médico desde o começo. Muito menos em um parente com o qual a mãe vivia o lembrando de estar levando uma vida bem melhor que a dele.

Mas, ao ver a expressão preocupada de Lin, ele suportou aquilo.

— Tá bom… só dessa vez, tá? Na próxima nós vamos no seu irmão — disse Thomas em voz baixa e foi até a porta com Lin ao lado.

Após mostrar os documentos e cartão do convênio, eles sentaram na fileira do fundo, esperando.

Thomas não conseguia ficar parado. Ele tentou imitar Lin e conferir o telefone, mas não conseguia olhar para uma postagem sem guardar o celular de volta no bolso e olhar para a recepção. Só para acabar pegando novamente o aparelho e conferir alguma rede social por uns vinte segundos antes de guardar o telefone de novo.

Quando cansou de olhar a tela, ele cruzou as pernas inquietas.

— Você está realmente nervoso — disse Lin, com a voz preocupada, colocando uma mão no joelho do amigo.

— É, bem… Eu não gosto disso — admitiu Thomas, cruzando os braços. — Quem procura acha… não é esse o ditado?

— É. Mas quando se trata de saúde, quem procura acha a tempo de se tratar.

Thomas engoliu em seco sob o olhar daquela expressão preocupada.

— Tá, bem… Ainda acho que você tá exagerando…

— Não estou. Lembra do meu bisavô? Ele pensou que era só um resfriado… mas aquela tosse braba dele era câncer de pulmão…

As pernas de Thomas pararam. Não tinha como ele esquecer. Os dois eram crianças quando o parente favorito de Lin morreu. Foi bem de repente… num dia ele estava bem, no outro ele teve uma tosse forte… e então a gente recebeu a notícia de que era câncer de pulmão em estágio terminal… Lin ficou arrasado…

— Então, por favor. Vamos nos certificar de que está tudo OK com você, tá bom? — pediu Lin em voz baixa, seus olhos ficando úmidos. — Vai me deixar bem mais tranquilo…

Thomas esqueceu toda a ansiedade que sua consulta marcada com o primo lhe causava. Embora fosse meio desconfortável, ele colocou um braço ao redor de Lin.

— Tudo bem… mas eu estou bem… você vai ver…

— Espero que sim…

Eles ficaram daquele jeito até a recepcionista chamar o nome de Thomas. Respirando fundo algumas vezes, ele se forçou a levantar.

Lin apertou a mão dele.

— Vai ficar tudo bem — disse, com uma voz reconfortante.

Thomas assentiu de um jeito meio rígido algumas vezes antes de caminhar até a porta atrás da recepção. Mas ele não soltou a mão de Lin.

Quando o belo loiro mostrou uma expressão confusa, Thomas corou e desviou o olhar.

— Pode entrar comigo?

— Eu fiquei com medo que você não fosse pedir. — Lin mostrou um sorriso e se levantou.

De mãos dadas o caminho todo, os dois homens entraram na sala do médico.

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Espero que tenham gostado
Esse foi o último cap do ano. Recebi até o cap 13 traduzido, mas só vou ter tempo para revisar.
Até lá, leiam alguma das minhas outras histórias BL Por Favor Me Chame de Professor e O Nadador e o Assistente

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Casado? and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to [PT] Casado (♂x♂)? 4

  1. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 3 | PHMMoura

  2. Raiana says:

    Muito obrigada!
    Estou a espera de mais!♡♡

  3. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 5 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s