[PT] Casado (♂x♂)? 2

Trazendo o segundo cap da história sobre dois amigos de infância que mais parecem um casal muito amorzinho
Espero que gostem do cap

English readers: I’m posting the english version on my other site

Capítulo anterior Próximo Capítulo

Casado (♂x♂)? 2

— Finalmente acabou — disse Thomas, empurrando a cadeira a fim de descansar a testa na mesa.

Já passava muito da hora do almoço. Ele e o amigo estavam cansados e famintos.

— É…  A reunião demorou demais — disse Carlos na mesa do lado. — Eles realmente queriam saber de todos os detalhes…

— Foi uma perda total de tempo… Eles sabiam que a gente ia mandar a versão beta pro cliente hoje, mas, não… só queriam saber do projeto principal, que a gente não tinha nada novo pra contar…

— Ao menos terminamos o beta a tempo. Enquanto eles upam e mandam pro cliente, eu posso comer algo. Estou faminto. — Carlos tocou na barriga algumas vezes, fazendo-a reclamar na forma de um ronco alto.

— Vou também.

Thomas procurou pelo celular na mesa dele. Após alguns segundos, ele encontrou. Eu deveria organizar isso… mas vou bagunçar tudo de novo de todo jeito… Ele deixou o resto da mesa como estava.

Se o Lin visse essa zona, ele ficaria bravo e reclamaria, pensou Thomas, sorrindo enquanto pensava no amigo de infância.

— Não trouxe uma daquelas marmitas bonitas hoje? — Carlos quase parecia preocupado.

Thomas encarou o amigo e colega de trabalho, sem acreditar no que ouvia.

— Você fala como se eu trouxesse comida pro serviço todo dia…

— Mas é o que você fez no último mês, vei — lembrou-o Carlos com um sorriso que queria dizer outra coisa. — O que foi? Brigou com a esposa?

Thomas encarou o amigo que tinha desde que começou a faculdade. Foi um erro contar pra ele…

— Já falei pra você mais de uma vez que o Lin é um cara… — Não importa o quão lindo ele seja, ele tem um pinto…

Desde o dia em que começou a trabalhar na companhia, Thomas almoçava com Carlos nos restaurantes perto da empresa. Mas depois que Lin passou a morar com o jovem e começou a cozinhar, o amigo de infância fazia marmitas para o programador todo dia.

Não teria como Carlos não notar que o amigo não o acompanhava mais para o almoço.

Eu deveria só ter dito que meu colega de quarto cozinha pra mim… Não devia ter contado como era morar com o Lin… agora ele fica chamando o Lin de minha esposa… na verdade, fica chamando ele de “trap waifu” … maldito weeaboo…

— Você tá certo. Foi mal. — Carlos ergueu a mão, em sinal de desculpas. — Você e o husbando brigaram?

— Não lembro nem de termos casado…

— Quando forem, me convida. Não tem como eu faltar no casamento do meu amigo com uma linda trap onee-san — disse Carlos com uma expressão estranha.

Ele está ficando cada vez mais excitado quando o nome do Lin entra na conversa… Ele nunca me mostrou nada, mas eu vi uma foto do Astolfo de biquíni quando estava conferindo as fotos no celular… Tenho certeza que ele adora traps… Aposto que o PC está cheio de garotinhas com pintos que ele usa pra se masturbar toda noite… maldito weeaboo…

Thomas soltou um suspiro profundo. Ele estava com muita fome para ter outra dessas conversas.

— Para responder a única pergunta não idiota que você fez: o Lin estava ocupado hoje. E, já que ele tava nervoso com a entrevista em uma academia, eu falei para não se preocupar comigo hoje.

— Finalmente chamaram ele? Que bom. Espero que ele consiga o trabalho — disse Carlos, com um sorriso genuíno dessa vez.

— É, eu também…

Na verdade, ele deveria ter me ligado já pra contar as novidades… se não ligou, talvez não tenha conseguido o trabalho e não quer me ligar…

Após comerem hambúrgueres, os programadores voltaram para o trabalho. Naquela hora, o cliente já relatara alguns bugs no beta, que eles começaram a arrumar na mesma hora.

Quase na hora de acabar o dia, Thomas pensava em Lin enquanto organizava sua mesa da melhor forma que podia. Ao terminar, ele recebeu uma mensagem.

Ah, falando no diabo, pensou, sorrindo enquanto lia.

Não consegui o trabalho.

O sorriso de Thomas sumiu na mesma hora. Ele sentiu uma dor no coração também. Droga… e ele tava tão animado…

O que aconteceu? Ele respondeu.

O dono da academia chegou tarde, então as entrevistas foram atrasadas em algumas horas. Mas assim que chegou lá, fui tudo bem. Ele pediu que eu, uma moça e outro cara ficassem pra ver como a gente trabalhava com os clientes.

O outro cara era claramente mais popular com todo mundo, embora não fosse tão bom… ele quase fez um garoto magricelo se machucar… leu errado o programa… Mas, no fim, o dono decidiu contratar ele…

Caralho… Que merda… é tão injusto, pensou Thomas. Perder um trabalho que queria porque o outro cara era mais popular…

Sinto muito, Lin, mandou ele. Quer que eu vá te buscar?

Não precisa não. Já tô no busão. Vou fazer o jantar assim que chegar. Mas eu posso me atrasar um pouco…

Thomas sabia que o amigo estava se sentindo muito desanimado, mesmo pelas mensagens.

Eu posso fazer algo além de falar que sinto muito? Deve ter algo que eu possa fazer para animá-lo…

***

— Desculpa, cheguei tarde, Tom. O trânsito estava horrível — disse Lin assim que destrancou a porta. Ele estava tão distraído que nem notou as luzes desligadas. — Vou fazer o jantar agora mesmo.

— Não precisa. — Thomas ligou a luz. — Já fiz.

Só após Lin colocar a mochila no chão que ele notou a mesa da cozinha. Ele não teve reação imediata. Depois riu e mostrou um sorriso cansado.

— Pizza e cerveja…

— Minha especialidade — disse Thomas, sorrindo. — E tem mais. Achei alguns videogames velhos que a gente jogava. Que tal um Mario Kart enquanto comemos?

Lin ficou parado. Depois algumas lágrimas caíram enquanto ele levava as mãos até o rosto.

— Valeu… Depois de hoje, eu realmente preciso de alguém pra me consolar.

— Espero que se lembre de que sempre estarei do seu lado. — Thomas se aproximou e abraçou o melhor amigo.

— Eu sei. Sempre posso confiar em você. — Lin limpou as lágrimas e sorriu quando eles desfizeram o abraço.

Thomas parou de sorrir logo, seu rosto ficou vermelho, o coração bateu mais alto vendo aquela expressão.

— V-Vamos comer e jogar… Espero que não esteja pensando que vou te deixar vencer só porque tá desanimado.

— Então você tem me deixado vencer desde que a gente era criança? Bom saber. — Lin soltou uma risada seca.

Quando os dois foram dormir, a esposa de Thomas se sentia um pouco melhor.

Capítulo anterior Próximo Capítulo

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Casado? and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

One Response to [PT] Casado (♂x♂)? 2

  1. Pingback: [PT] Casado (♂x♂)? 3 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s