[PT] Re;Blade 21

Cap 21 de Re;Blade
Espero que gostem

 

Capítulo Anterior                                           Menu                                           Próximo Capítulo

Capítulo 21 – Derrotado

Alonso caiu na lama com um som alto.

Ele tentou manter a consciência, mas desmaiou quando a cabeça atingiu o chão.

Não largou Tetsuko, mesmo nessas condições, seus dedos envolviam com força o cabo dela.

Aquele que já foi a Espada do Rei tentou abrir suas mãos, mas os dedos de Alonso se recusaram a soltar a arma.

Meu usuário pode ter desmaiado, mas sua energia ainda flui, como se estivesse lutando… embora esteja desacelerando, percebeu a alma dentro da espada.

Nicolas agarrou o pulso de Alonso e forçou seus dedos a se abrirem.

Tetsuko não pôde fazer nada enquanto a antiga Espada do Rei a retirava da mão de seu lorde e colocava seu corpo de metal na bainha dele. Depois ele ergueu o corpo inconsciente e dormente de Alonso e colocou acima de seu ombro, carregando-o como uma sacola de arroz com um braço.

Mesmo sem ver, a alma na espada sabia que ninguém ajudaria seu usuário.

Ninguém sequer percebera o que aconteceu ao comandante deles.

Estão muito ocupados lutando por suas vidas…

A fumaça marrom-escura e malcheirosa ficou mais densa, porém os soldados e os bandidos continuaram lutando, os sons de metal e gritos de dor se misturavam no ar.

Mas eles têm a vantagem agora…

Eu sei, pois também tenho problemas para ver nesta neblina…

Foi quando ela percebeu. Os bandidos estão atacando os que tossem!

Ainda sem ver o rosto de Nicolas por causa do pano que ele usou para cobrir sua boca, ela sabia que ele sorria por debaixo do pano.

Era o plano dele… Não foram os bandidos da floresta quem orquestraram isso…

A alma dentro da lâmina virou-se para a direção em que os soldados e bandidos lutavam, sentindo a energia deles.

Eu reconheço um pouco, mas a maioria é diferente… mais forte… mais poderosa…

Ela virou-se de volta para o ex-lorde.

Não pode ser uma coincidência que ele tenha a mesma energia distorcida que Caos Sortudo.

Poderia ser alguma conexão entre os dois… e se for verdade, ele sabia sobre o plano de meu usuário…

Nicolas quase alcançava as Colinas, saindo do caminho e indo para a segurança da floresta quando um soldado esbarrou nele.

O jovem lutava contra um bandido, mas ele perdeu o equilíbrio quando manejou a espada para o nada. Até no meio da densa neblina, ele percebeu o que se passa. No entanto, não viveu o bastante para salvar seu comandante.

Ainda com uma mão, aquele que já foi a Espada do Rei puxou Tetsuko com uma velocidade surpreendente.

Merda, exclamou Tetsuko, concentrando-se.

No instante em que os dedos se fecharam em volta de seu cabo, ela fez a energia circular dentro de si. Ela ficou quase descontrolada, mas conseguiu revertê-la, tentando impedir que sua lâmina matasse o soldado.

Porém, não fez diferença; ela não pôde fazer nada enquanto Nicolas matava o soldado antes do jovem poder falar qualquer coisa.

Merda…

É tão frustrante… Não posso ao menos recusar ser usada para matar alguém que conheci…

Mas houve algo pior. Não houve como impedir que ela devorasse um pouco da energia dele, da alma dele, enquanto sua lâmina atravessava a garganta do pobre.

Sinto muito, desculpou-se enquanto a energia dele se unia a dela. Não fazia diferença se fosse um conhecido, a lâmina dela trazia o fim à vida igual aos bandidos.

Ela não saboreou da energia de alguém pela primeira vez.

Focou sua frustração no usuário atual, sabendo que não faria diferença.

Nicolas encarou Tetsuko, sem limpar o sangue da espada.

A alma no interior do metal soube de uma vez. Ele pode sentir algo dentro desta lâmina…

Ainda assim, aquele que já foi a Espada do Rei guardou Tetsuko em sua cintura novamente antes de subir uma das incontáveis colinas do Labirinto de Colunas de Pedra.

Com um pouco de esforço, ele chegou à floresta e jogou o lorde inconsciente no chão.

Nicolas olhou para a neblina que escondia a batalha em andamento. Ele tirou o pano cobrindo o rosto, uniu as mãos e deixou um espaço aberto entre elas, aproximando-as de sua boca, então assoprou.

O assovio foi alto o bastante e ecoou por todo o Labirinto de Colunas de Pedra.

Quando o som morreu, uma mão agarrou o ombro do ex-lorde quase imediatamente.

— Você não pode mandar o sinal ainda! O plano era pegar Alonso e ordenar a todos que subam em segurança! — disse o homem, com uma voz apressada. — Meus homens ainda estão lá embaixo! Os seus também!

Nicolas encarou a mão em seu ombro e então o homem baixo.

A ameaça por detrás daqueles olhos era tão óbvia que o homem retirou a mão.

Ainda que não tivesse corpo, Tetsuko sentiu um calafrio percorrer sua lâmina, o metal tremeu bem pouco.

Aquele homem é mais forte que todos os outros aqui… Alonso nem se compara a ele…

— Eles não são idiotas. Sabem que o plano era partir quando ouvissem o assovio. Se não puderem obedecer uma ordem básica, vão morrer. Ainda que sejam seus preciosos homens — zombou Nicolas, em sussurros, antes de se virar para a neblina.

O homem baixo mordeu os lábios e se virou para a Neblina. Ainda que não pudesse ver a batalha lá embaixo, seu rosto se encheu de preocupação.

— Meus homens tem ciência do plano, mas podem estar presos em uma batalha e não retornar a tempo — murmurou.

Nicolas o encarou, mas ignorou o comentário.

Debaixo da neblina, os sons de metal colidindo continuaram em todo canto, mas logo começou a diminuir.

Então parou por completo.

Houve somente o som de soldados tossindo.

Ainda sem ver, Tetsuko conseguiu sentir.

Os bandidos continuaram lutando contra o exército, mas começaram a recuar aos poucos.

Os soldados não foram atrás deles, como planejaram antes de entrar no Labirinto. Que nem antes, parte do plano dos bandidos era separá-los.

Enquanto tossiam e tentavam se aproximar uns dos outros, até com a baixa visibilidade, Tetsuko escutou um som estranho.

Tem algo vindo…

Ela tentou focar seus sentidos, mas não fazia ideia do que era.

Os soldados ainda tentavam se reagrupar, mas alguns notaram o som.

O som aumentou, foi quando Tetsuko soube o que era.

Água…

Água atravessava os vales do Labirinto de Colunas de pedra.

Mas não era uma rachadura formada pela chuva.

Era um rio descendo com força total.

Até daquela distância, Tetsuko escutou Enrique gritando acima do som da água.

— Corram para as colinas!

Os soldados obedeceram, correndo até um local seguro.

Mas não acharam.

Os bandidos os aguardavam nas Colinas.

Alguns soldados morreram, mas quase conseguiram evitar as flechas ou lâminas após os primeiros caírem.

But only to be caught by the water.

E isso para somente serem pegos pela água.

Todas aquelas pessoas que Tetsuko conhecia os nomes, mas sim as energias, eram levadas pela correnteza.

Eles provavelmente vão sobreviver… já que não é tão profundo quanto um rio de verdade… e eles podem subir as colinas se tiverem sorte…

Mas a batalha…

Não havia eufemismo. Era uma vitória completa dos bandidos.

— Acho que boa parte do seu povo está a salvo — disse Nicolas para o homem baixo, quem ainda tinha um olhar preocupado.

— Dessa vez a sorte estava do nosso lado…

— Sorte não tem nada a ver com isso… Nobres são previsíveis demais… é por isso que sempre venci… e ainda venço…

Os olhos de Nicolas ficaram selvagens enquanto apertava o cabo de Tetsuko.

A energia dele ficou menos retorcida ao mesmo tempo.

Por um instante, era como se ele fosse um homem diferente, com uma energia forte.

Então tornou a ser a mesma energia retorcida de Caos Sortudo.

O que foi isso…?

Não importa o quanto tentasse, Tetsuko não podia sentir a mesma energia forte de novo, ainda que olhasse nas profundezas do homem.

Nicolas a desembainhou de novo e encarou a espada, olhando o reflexo de seus próprios olhos.

Ainda que não tivesse olhos, ela retribuiu o olhar para aqueles pálidos olhos vazios.

Como se estivesse olhando nos olhos de alguém…

— Vamos, meu novo companheiro — disse Nicolas, após a água começar a diminuir.

A fumaça densa já desaparecera por completo enquanto os fogos eram apagados.

Aquele que já foi a Espada do Rei colocou a espada com alma em sua cintura e ordenou que alguns homens carregassem Alonso.

Então o pior medo de meu usuário se realizou.

Os bandidos da floresta se aliaram aos bandidos do pântano…

Capítulo Anterior                                           Menu                                           Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Espero que tenham gostado.
Terça que vem tem mais

Se gostam da história e quiserem ajudar, me apoiem no Apoia-se e se inscrevam na minha lista de emails para não perder nenhuma novidade.

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Re;Blade PT and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Re;Blade 21

  1. Pingback: [PT] Re;Blade 20 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Re;Blade 22 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s