[PT] Re;Blade 13

Postando o cap 13 de Re;Blade.
A primeira luta de Tetsuko depois de voltar a esse mundo e se tornar uma espada de vez.
Será que tem alguma diferença

 

Capítulo Anterior                                           Menu                                           Próximo Capítulo

Capítulo 13 – A alma dentro da espada

Meu novo portador é melhor do que eu imaginava, Tetsuko admitiu enquanto observava o lorde se defender do machado de um bandido com facilidade antes de cortá-lo com sua lâmina.

O nobre não somente sabia como manejar uma espada; ele também era bom com ela. Sabia usar Tetsuko para dar fim a vida dos inimigos.

Nenhum bandido que conseguiu passar do círculo de soldados defendendo o lorde viveu muito para contar história.

Em vez de fama ou recompensa que poderiam obter se matassem os comandantes nobres, eles morreram pelas mãos de Alonso ou de Enrique.

Tetsuko sorriu em sua mente.

Acho que as aparências enganam, pensou enquanto Alonso cortava outro bandido. Embora sejam fracotes em grande parte, pra lutar contra tantos de uma vez sozinho neste espaço apertado… Não é algo que muitos consigam.

Mas, enquanto ela era manejada, atingindo metal, couro, carne e ossos, a ex-ferreira percebeu algo estranho.

Diferente do que sentiu durante a luta de Fael, quando estava inteiramente focada em ajudar seu primeiro portador a sobreviver o máximo que podia, dessa vez, ela prestou mais atenção à si mesma.

Sendo uma espada, Tetsuko percebeu algo que não tinha percebido antes.

Ainda não sinto dor quando colido contra metal ou couro, mas posso sentir sempre que corto algo humano, compreendeu a alma dentro da lâmina.

Não era só a energia dentro de si que se movia mais rápido.

Tetsuko sentiu-se mais desperta, afiada, mais… viva…

Enquanto os corpos se empilhavam, ela sentia o peso de seu corpo de metal com cada manejada.

Ela podia sentir cada parte de si colidindo com outro metal ou carne.

Podia sentir enquanto sua lâmina cortava o ar antes de acertar seu alvo.

As faíscas que voavam sempre que atingia contra metal era como um banho quente em um dia gelado.

Mesmo que ela reconhecesse isso, havia algo que Tetsuko relutava em admitir.

Ela não fazia ideia se isso aconteceu durante a luta de Fael, quando ela chegou a este mundo novo e ainda possuía laços com sua vida antiga.

Mas, agora, era impossível de ignorar.

Ela apreciava a sensação de cortar um ser humano.

Não como espadachim.

Tetsuko nunca gostou de tirar uma vida, embora não hesitasse sempre que a sua própria estivesse em risco.

Mas, como espada, a sensação era diferente.

O sangue espirrando e escorrendo por sua lâmina parecia o líquido vermelho sendo esfregado em sua pele.

As gotas escarlates pingando de sua ponta pareciam vinho caindo de seus lábios.

Os ossos tentando e falhando em se opor a ela enquanto a lâmina os atravessava pareciam gravetos que ela quebrava para alimentar o fogo.

Tetsuko podia sentir tudo isso.

E, apesar do quão assustada ficava ao admitir essas sensações, ela também sentiu outra coisa.

Uma risada.

Uma risada vazia, sombria e pesada.

Em poucos instantes, ela não conseguia parar de rir em sua mente.

Sempre pensei que era tolice quando soldados idiotas diziam como iam se banhar no sangue de seus inimigos…

E agora…

Ela riu mais alto.

Agora sou eu quem me banha em sangue!

E não era só isso.

Ela percebeu mais uma coisa.

Talvez isso seja a causa de tudo que estou percebendo…

Era fraco, quase como poeira comparado a sensação empolgante de cortar bandidos.

Mas, cada vez que cortava a carne de alguém, quebrava seus ossos e dava fim à suas vidas, a alma na espada podia sentir sua energia ficar mais forte.

E a energia em cada vida terminada pela ponta de sua lâmina se tornava parte de Tetsuko.

Parece que estou sugando a energia deles, pensou a ex-ferreira, expondo o que sentia.

Era difícil notar, mas agora ela só podia se focar nisso.

Toda alma viva na floresta tinha a mesma energia que fluía dentro dela.

Não eram só humanos. Animais e até mesmo árvores possuíam essa energia.

E, a cada vida que encontrava o fim por meio de sua lâmina, ela absorvia um pouco de sua energia.

Em poucos instantes, aquilo se tornou parte dela, como se sempre estivesse lá.

Não só sugo… estou me alimentando de suas vidas, entendeu a alma dentro da espada.

É isso que uma arma feita de metal vivo pode fazer…?

Ela pensou nisso por um instante.

Não importa o quão raro seja esse metal, não pode ser verdade…

Então, o único motivo é porque minha alma está aqui.

Sim… e logo… Logo serei capaz de controlar essa energia, Tetsuko simplesmente sabia desse fato. Era uma questão de tempo.

Ela mal podia esperar por isso, embora não soubesse o que faria ao conseguir.

Mas tinha algumas ideias.

Quanto mais bebia do sangue de seus inimigos e absorvia suas energias, sua lâmina ficava mais afiada e forte.

Enquanto o tempo passava e mais bandidos morriam, ficou mais fácil para ela cortar metal.

Até mesmo seu novo portador parou por um momento para olhar a lâmina que manejava.

Seus olhos denunciavam; não importa o quão arrogante e confiante estivesse, ele sabia que não era tudo devido apenas às suas habilidades.

Mas, embora essas dúvidas crescessem dentro de si, o nobre não parou de usar Tetsuko.

Sem hesitar, Alonso destroçou os inimigos do reino com a espada.

Com pouca, ou quase nenhuma armadura para protegê-los, as feridas eram fatais o bastante.

Um bandido surgiu dos arbustos e apareceu atrás do lorde, bem em seu ponto cego. Com um machado amassado, ele tentou acertar o líder do exército.

Atrás de você, a alma dentro da espada gritou para seu portador.

Não importava se Tetsuko gostava dele ou não. Ela desejava devorar mais almas. Descobrir seu limite. E, para isso, precisava de alguém para usá-la. Não importa quem fosse.

Ela não sabia se Alonso a escutara ou não. Mas o lorde percebeu o bandido.

Acima de seu cavalo, o lorde manejou Tetsuko para bloquear o machado.

Mas o bandido era mais forte do que parecia, e Alonso perdeu o equilíbrio.

Ele caiu com um grande barulho no chão da floresta. Enquanto perdia o fôlego, a espada escapou de seus dedos.

O medo cruzou seu olhar enquanto o lorde tentava encontrar o cabo da espada, desesperado.

Estou aqui! Bem aqui!

A ex-humana gritou em sua mente.

Mas o portador não percebeu.

Para a frustração de Tetsuko, sua voz era somente para ela.

Tenho certeza de que ele vai me ouvir… igual a Fael… Mas se morrer aqui…

Tetsuko concentrou toda a energia dentro de si.

A antiga e a nova, tudo que pertencia a ela.

A energia fervilhou dentro de si enquanto se concentrava em chamar a atenção de seu portador.

E, para seu alívio, o lorde direcionou o olhar para sua direção.

Antes que o bandido pudesse se levantar, Alonso alcançara o cabo dela.

Com os dedos fechados em volta dela, Tetsuko sentiu a energia dele sendo enviada para ela.

O bandido que o derrubou do cavalo pulou para acertar o nobre com toda sua força.

Alonso manejou Tetsuko.

As armas colidiram por um instante.

O impacto pareceu durar só um segundo.

Após isso, foi o mesmo a nada.

A lâmina de Tetsuko atravessou o metal amassado do machado e a armadura como se cortasse folhas.

Ela nem sentiu os ossos quebrarem; ela simplesmente atravessou tudo.

Enquanto o lorde se levantada, arfando, Tetsuko só conseguia pensar em si mesma.

Incrível… ela não pôde conter um sorriso.

Tinha razão. Com aquela energia, ela podia ficar mais afiada. Ela podia ficar letal.

Com a lama e o sangue que não pertenciam a ele por todo o rosto, Alonso encarou Tetsuko.

A alma dentro da espada encarou seu portador de volta.

Então, ele sorriu para ela.

E ela sorriu para ele em sua mente.

Logo… logo meu novo portador escutará minha voz… então encontraremos inimigos que valem a pena lutar, pensou Tetsuko.

Ela não conseguia parar de pensar em seus futuros oponentes.

Qual será o gosto da energia de um oponente forte?

Tenho certeza de que será muito melhor do que a fracotes como esses bandidos.

Antes que pudesse pensar na ideia, outro inimigo pulou detrás de uma árvore.

No segundo seguinte, ele morreu pelas mãos de Alonso e a lâmina de Tetsuko.

Capítulo Anterior                                           Menu                                           Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Espero que tenham gostado.
Terça que vem tem mais

Se gostam da história e quiserem ajudar, me apoiem no Apoia-se e se inscrevam na minha lista de emails para não perder nenhuma novidade.

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Re;Blade PT and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Re;Blade 13

  1. Pingback: [PT] Re;Blade 12 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Re;Blade 14 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s