[PT] Por Favor 2! 2

Como prometido, aqui está o segundo cap de Por Favor Me Chame de Professor 2.
Digo logo que esses dois são muito amorzinho kkkkkkk
E este cap não é recomendado para menos, já que contem cenas maduras.

Capítulo Anterior                                     Menu                                             Próximo Capítulo

Por Favor 2! 2 – Como Pedir um Favor

Yuuto inclinou-se sobre o peito do namorado, escutando o coração bater. Embora fizesse um tempo desde a última vez que fizeram sexo, a pulsação ainda estava acelerada. O professor sorriu e passou um dedo pelo mamilo do artista, fazendo pequenos círculos.

Seiji fechou os olhos e um sorriso apareceu nos lábios. Ele parecia como se fosse o homem mais feliz do mundo.

O professor sabia que o artista apreciava quando eles ficavam na cama daquele jeito. Segundo ele, era como se fosse um mundo só para os dois. Yuuto também gostava. Sempre que acordava antes de Seiji, o que acontecia muito, já que o ex-estudante raramente acordava a tempo para o café da manhã, ele apenas assistia o rosto sonolento de seu namorado, perguntando-se como um rosto tão bonito podia ser tão pervertido.

Mas, nesse momento, Yuuto não apreciava tanto. Agora é uma boa hora pra pedir de novo, pensou o professor, respirando fundo. Ele levou sua boca até perto da orelha de Seiji.

— Por favor, Seiji — sussurrou, usando o tom mais doce que tinha. O professor sabia que o homem que amava era fraco contra aquela voz.

Seiji tremeu um pouco. Ele olhou para o professor, pressionando os lábios. Então desviou o olhar.

— Não sei…

Yuuto percebeu que era uma das poucas vezes em que só sua voz doce não bastaria para convencer o namorado. Droga… Preciso de mais. Só mais um pouco… O que posso dizer para convencê-lo só dessa vez?

— Por favor, Seiji… só dessa vez… — Implorou novamente, mordendo a orelha de Seiji.

— Não… não sou eu, sabe? Não me vejo no seu lugar — disse, com as bochechas e orelhas levemente rosadas. O pintor olhou para o cosplayer, pressionou os lábios e passou uma mão pelo cabelo, com uma expressão de desconforto. — É coisa sua, entende? Você é perfeito pra isso. Quase como se tivesse nascido por negócio… mas eu…

Ele está considerando! Yuuto viu a chance e se esforçou para conter o sorriso. Eu preciso ficar sério. Se pressionar só mais um pouco, ele vai ceder, percebeu o professor. Ele respirou fundo e se aproximou da orelha de Seiji novamente.

— Se fizer isso por mim, farei com que valha a pena — sussurrou Yuuto. Não com a voz doce, mas com a sedutora.

Funcionou como esperava. A reação foi instantânea. A respiração de Seiji diminuiu. Controlando suas próprias vontades, Yuuto passou uma mão por debaixo do lençol, deslizando pela barriga do artista até entre suas pernas.

A masculinidade do amado cresceu no momento em que seus dedos a tocaram. Quando Yuuto fechou a mão em volta dela, pode senti-lo ficando dura. Seus lábios se curvaram em um sorriso malicioso.

A reação não era só por causa da surpresa. Não era por causa do aumento de ego que Seiji tinha sempre que as pequenas mãos de Yuuto acariciavam seu membro, deixando-o parecer maior. Ele sempre nega, mas sei que gosta, pensou o professor.

Não. A reação instantânea foi porque Yuuto aprendeu a dar prazer para Seiji de várias formas no curto período em que se tornaram um casal. E não só isso; ele ficara bom. Muito bom naquilo. Mal começara, mas, com poucos movimentos, Seiji fechou os olhos, respirando lentamente pelo nariz, seu membro crescendo mais cada vez que a mão subia e descia.

Yuuto vira aquela expressão várias vezes. Quando subia e descia sobre o membro do seu amado ou quando transavam olhando um para o outro. O professor amava aquela expressão; ficava mesmerizado só de vê-la. Até agora, quando ele tentava convencer Seiji, movia sua mão mais rápido, apenas para ver mais aquele rosto.

Havia uma desvantagem, porém. Não era um problema de fato, mas, toda vez que Yuuto dava prazer a Seiji, ele também se excitava. E acabava em um problema quando o professor sentia seu próprio membro ficando duro.

Ah, droga… Não posso… Eu preciso focar nele… A ideia passou por sua mente em prazer. Yuuto inspirou e exalou, suas mãos se mexendo mais rápido enquanto tentava se concentrar só em Seiji.

Droga… Com um sorriso amargo, o professor sabia que ele lutava uma batalha já perdida. Com uma sensação de prazer e derrota, ele deslizou a mão livre para entre suas próprias pernas, a fim de acariciar o próprio membro. Mesmo assim, ele não tirou os olhos do namorado.

Seiji respirava mais rápido agora. Em qualquer instante, ele perderia o controle de sua expressão e abriria os olhos.

Era a parte que o cosplayer mais amava. Quando o namorado abria os olhos, quase parecia uma fera movida pela luxúria. Uma fera que faria todo o corpo e Yuuto tremer com prazer e deixa-lo sem ar e de mente vazia após o ato.

Só a ideia de isso logo acontecer fez o sêmen de Yuuto sair. Mas a mão não era o bastante. Ele queria, precisava, de mais. O professor tirou sua mão do membro e puxou o rosto de Seiji para mais perto de si, para beijá-lo. Um beijo tão apaixonado que o professor esqueceu de suas segundas intenções. Esqueceu de tudo. Só queria se tornar um com Seiji.

Ele finalmente abriu os olhos. Havia somente luxúria naquelas pupilas escuras. Ele empurrou seu namorado e ficou por sobre ele.

Foi tão repentino que o professor ainda segurava o membro de Seiji. Mas, sob aquele olhar, sua respiração ficou fraca e ele soltou, seu rosto aquecendo de orelha a orelha. No instante seguinte, Seiji abriu as pernas de Yuuto e eles se tornaram um. Várias vezes.

Ambos estavam sem ar quando Seiji deitou ao lado de Yuuto. Apesar do quarto gelada por causa do ar condicionado, eles estavam suados.

— Tá… Eu vou… — disse Seiji em voz baixa e exausta. — Por você… eu vou… fazer isso…

A mente de Yuuto ainda estava uma confusão de prazer. Ele piscou algumas vezes e virou-se para o homem ao seu lado, tentando entender o que ele dissera. O professor aguardou até a respiração voltar ao normal antes de falar.

— Do que… você está… falando…? Fazer… o quê…?

— Que… Esqueceu? Aquilo que você pediu antes… — Seiji-kun desviou o olhar, um pouco corado, e não tinha nada a ver com o sexo. — É vergonhoso, não me faça dizer em voz alta. Farei só dessa vez.

Levou algum tempo, mas a mente de Yuuto voltou ao normal. Quando entendeu do que Seiji falava, ele sorriu.

— Jura? Vai mesmo? Pra valer? — perguntou para ter certeza, agarrando a mão do artista com a sua própria.

— Sim… — Seiji não conseguiu conter o olhar do seu namorado e parecia um tanto envergonhado. — Mas só dessa vez — murmurou.

— Obrigado, obrigado! — Yuuto pulou sobre Seiji, abraçando e banhando seu namorado em beijos. — Já tenho tudo pronto. Deixa eu te mostrar!

— Quê? — Ainda que Yuuto estivesse sobre ele, Seiji se sentou. — Já escolheu?

— Sim! Mas não se preocupe. Vai ficar lindo em você — disse o professor, saindo da cama, seu rosto ainda tinha felicidade estampada.

Seiji lutou para achar as palavras. Ele suspirou e abaixou a cabeça, derrotado, enquanto Yuuto corria para fora do quarto, completamente nu. O professor voltou segundos depois, colocando apenas a cabeça pela porta.

— Antes que eu mostre, lembre-se que já concordou. Não tem como dar pra trás… — Ele evitou olhar Seiji nos olhos. Yuuto pressionou seus lábios enquanto esperava pela resposta.

— Sim, eu sei. Apenas me mostre quão grande é a encrenca em que me meti — disse, resignado.

O rosto de Yuuto se iluminou com um sorriso e ele pulou na cama com seu notebook.

— Aqui! Olha! — Ele mostrou a tela para Seiji, mal contendo sua excitação. Seus olhos foram da tela para Seiji, esperando a reação do namorado.

— Você vai me fazer usar um cosplay de pirata? — Seiji olhou, descrente, para a tela. Então virou-se para Yuuto, sua expressão completamente diferente do homem que amava.

— Sim! Combina com você e faz par perfeito com meu último cosplay. — Yuuto clicou no mouse. A tela mudou para o cosplay que mostrava um vestido branco de casamento, o mesmo que ele usou quando decidiu confessar seus sentimentos para Seiji. — Os personagens são o melhor ship do anime e vamos fazer cosplay deles. Seremos o melhor casal de cosplay!

Yuuto virou-se para Seiji com um grande sorriso.

Vendo aquele sorriso, Seiji não podia fazer nada além de rir.

— É… Não nego que ficaríamos bem — disse o artista, vermelho e coçando a bochecha. — Me mostre o pirata azul de novo.

Yuuto obedeceu.

— Graças a você, finalmente vou ganhar o único prêmio que não tenho — disse, cantarolando.

Seiji sorriu também enquanto olhava para o computador. Ele observou o personagem quem faria cosplay no futuro. Então notou que havia alguns números vermelhos por toda a imagem. Ele pegou o notebook da mão de Yuuto e deu zoom.

— Calma aí… essas são as… minhas medidas…?

Yuuto parou de sorrir na hora. Ele ficou de boca aberta por muito tempo antes de fechar o notebook e tirá-lo da mão de Seiji.

— Pode ser que sim… — disse, olhando para todo lugar menos não para o namorado.

— Quando tirou elas? Você… — Seiji arregalou os olhos e puxou os lençóis até o peito. — Você me mediu enquanto eu estava dormindo?

— Pode ser que sim…

— Como conseguiu fazer isso sem me acordar?

— Bom… Você não tem exatamente um sono leve…

— Me sinto violado… — Seiji balançou a cabeça.

— Não exagere.

— Você me violou…

Yuuto colocou o notebook no criado-mudo e pulou em cima do namorado, abraçando-o e beijando-o.

— Eu te amo, Seiji.

— Não tente me distrair — disse Seiji, mas ele ainda sorriu, apesar de tudo.

Capítulo Anterior                                     Menu                                             Próximo Capítulo

Espero que tenham gostado.
Yuuto não consegue resistir Seiji, mas o contrário também é verdade.
Esses dois são amorzinho demais kkkkkkk.
Se curtem Por Favor, olhem minha outra história BL, O nadador e o assistente.
Aposto que vão gostar

Se inscrevam na minha lista de emails para não perder nenhuma novidade.
E me ajudem no Apoia-se. Estou querendo criar mais conteúdo e gostaria da ajuda de vocês

 

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Por Favor and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Por Favor 2! 2

  1. Pingback: [PT] Por Favor Me Chame de Professor! 2 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Por Favor 2! 3 | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s