[PT] Re;Blade 3

Terceiro cap de Re;Blade.
Tetsuko se tornou uma espada e aquele que lhe empunha está lutando arriscando sua vida.
Espero que gostem do cap

 

Capítulo Anterior                                           Menu                                           Próximo Capítulo

Capítulo 3 – Seu nome era Fael

Fael mal conseguia ficar de pé. Cada respirada doía.

Tetsuko podia sentir a dor enquanto ele apertava o cabo dela.

A sua volta havia os cadáveres dos homens que ele matara. Ninguém poderia dizer que ele ainda tinha algo a fazer.

Mesmo assim, ele se recusava a recuar; recusava-se a ficar de joelhos.

Não enquanto seu inimigo ainda respirasse.

Enfiando a espada na terra, ele a usou de poio, sem jamais tirar os olhos do guerreiro.

Incrível, a alma dentro da espada pensou, encarando os corpos. Embora o garoto tenha desistido de sua defesa… ser capaz de matar três inimigos assim e ainda ficar de pé…

— Eu vou… fazer… vocês pagarem… por tudo… isso. — Fael conseguiu sussurrar.

Apesar de mal ter força sobrando, ele apertou o cabo de Tetsuko com mais força e encarou a sombra caminhando em sua direção.

A sombra só crescia a cada passo. Só quando uma nuvem bloqueou o sol foi que Tetsuko percebeu que era uma mulher.

Ela é muito mais forte que os outros, compreendeu a ferreira.

— Estou impressionada que um habitante sem nome da floresta conseguiu matar meus homens — disse ela, em voz baixa. — É um insulto a eles, mas minhas ordens são para pedir que o traidor se renda antes de tirar sua própria vida.

— Me render e o quê? Ainda que pudesse viver, como poderia? — Fael encontrou forças enquanto gritava. — Como posso viver em um mundo sem Lia?

A guerreira suspirou.

— Acredite ou não, eu não aprecio a ideia de matar outros compatriotas, não importa o quão traidores sejam.

— De novo… com isso de… compatriota… — Apesar da dor, Fael mostrou um sorriso sombrio. — Seu povo jamais nos ajudou. E agora mandam soldados pra nos matar… e diz que não gosta da ideia de matar compatriotas?

— Precisamos fazer isso, pois vocês traíram nosso rei — disse a mulher com a voz gélida, mas Tetsuko a viu forçando os punhos.

— Trair o seu rei?

— Vocês permitiram que inimigos entrassem em nosso território.

Fael respirou fundo e ignorou toda a dor no corpo.

— Seus inimigos! Não nossos! Pedimos por socorro, por reforços. Mas o exército nem nos ouviu. Então por que deveríamos dar nossas vidas por seu rei?

A mulher fechou os olhos e mordeu os lábios.

— É verdade… Tivemos vários problemas recentemente… Outras lutas nos impediram de ajudar na hora… Mas, se tivesse lutado por seu rei, nenhum de…

— Não é nosso rei! Nunca foi nosso rei!

A energia dentro dele estava agitada. Sua dor e raiva misturaram-se naquele fluxo.

Então é assim que ele consegue ficar de pé, percebeu Tetsuko.

Pesar e tristeza apareceram no rosto da mulher.

— Acho que você nunca irá se render — disse, desembainhando sua espada de duas mãos.

— Jamais poderia, pelos meus amigos que morreram.

Fael puxou Tetsuko do chão e a ergueu perante seu inimigo.

Renda-se, garoto, quis dizer a espada. Ela é muito mais forte que aqueles homens. Você morrerá por nada.

Novamente, sua voz nunca o alcançou.

E mesmo que alcançasse, ela sabia que não faria diferença.

A agitação dentro dele cessara.

Em vez de raiva e dor misturadas, a energia ficou calma e estável.

Ele focou-se por completo em uma coisa; matar a guerreira perante si.

Ele está pronto para morrer. Vai usar o resto de sua vida aqui, percebeu Tetsuko.

Mesmo que pudesse, ela não o mandaria se render.

Tem como eu poder ajudá-lo?

Mas, antes que pudesse pensar em qualquer coisa, Fael correu até a mulher.

O jovem pulou, colocando todo seu peso para acertá-la por cima.

Tolo! Olhe quão alta ela é! Deveria mirar embaixo!

Ela bloqueou com facilidade, faíscas voando quando as lâminas se encontraram. No momento seguinte, ela balançou a grande espada.

Fael conseguiu bloquear, mas foi jogado para trás com o impacto.

Com a força dela e aquela espada, não tem como ele aguentar por muito tempo, Tetsuko percebeu com aquela colisão. Eu vou morrer… quebrar.

Mas o jovem não perdeu tempo.

Quando aterrissou, ele usou o impulso para se lançar para frente.

Quando o espadachim estava ao alcance, Fael estendeu os braços, querendo perfurá-la no estômago.

Em vez de se defender ou redirecionar o ataque, a mulher girou o corpo para evitar a lâmina.

Afaste-se! gritou Tetsuko no instante que percebeu a finta.

A mulher continuou a girar e usou o momento para jogar seu peso na espada.

Apesar do tamanho, a lâmina era rápida, quase um borrão.

Fael ergueu Tetsuko e pulou para frente, a fim de evitar o ataque.

A ponta da espada dela cortou as costas dele, mas não foi um corte profundo.

Surpresa cruzou o rosto da mulher. Mas foi somente por um instante.

No instante seguinte, seus olhos ficaram vazios enquanto ela começava seus ataques imparáveis.

Cada golpe era precisa e mortal.

Embora fosse alta e forte, era uma espadachim que confiava em sua habilidade, não na força bruta.

Apesar de saber que a voz não o alcançava, Tetsuko não podia conter seus gritos. Cabeça! Garganta! Estômago! Pulmão!

Ainda que Fael não pudesse escutá-la, ele conseguiu desviar ou bloquear todos os ataques.

Mas aquilo teve seu preço.

Se o jovem já estava cansado da luta anterior, agora ele estava exausto.

Tetsuko podia sentir. Pouco a pouco, ela se tornava mais e mais pesada em seus braços.

Ele não vai durar muito mais, sabia a espada. O único jeito de sobreviver é se rendendo.

Mas… ela olhou para o rosto dele. Não tem como ele fazer isso… Essa luta acabará somente em morte.

A guerreira começou a atacar de novo, querendo atravessar a espada de duas mãos pelo coração de Fael novamente.

O jovem respirou fundo.

Em vez de desviar, bloquear ou redirecionar aquela espada pesada, Fael correu para o alvo.

Tetsuko logo soube no que ele estava pensando. Não!

Ela tentou se preparar para o impacto, mas ele nunca aconteceu.

Em vez de usar a espada para criar uma abertura, Fael girou o corpo.

Ele recebeu o golpe com o corpo, mas evitou o coração.

Fez isso apenas para acertar a mulher no pescoço.

A guerreira arregalou os olhos.

Mas, no instante seguinte, enquanto o sangue corria por Tetsuko e a guerreira caía no chão, não havia mais vida nela.

Fael caiu no chão também.

Tetsuko não precisava ver; sabia que o ferimento foi fatal.

Tolo… É incrível que tenha conseguido matá-la… qualquer um o elogiaria… mas poderia ter escolhido viver, pensou ela, fechando os olhos que não tinha mais.

— Eu… sei — conseguiu sussurrar com a voz pesada. Ele olhou para a espada com grande esforço. — Mas… que tipo… de vida… seria…?

Tetsuko encarou-o. Pode me ouvir…?

— Sim… desde… do meio da… luta… — Ele mostrou um sorriso, o sangue escorrendo pelo do canto da boca. — Se não fosse por você, eu teria morrido bem antes.

Tolo… Que diferença faz? Você ainda vai morrer de todo jeito, pensou com a voz vazia. Ainda que ele fosse aquele que a empunhava, ainda que ela não quisesse que ele morresse, ela não lamentaria sua morte. Matá-la não mudaria o fato de que seu povo perdeu a luta.

— Sim… tem razão… mas agora… eles verão que nós… não devemos ser subestimados…

Tolo… tudo isso, a sua vida, essas mortes… por uma mensagem… Se pudesse, Tetsuko balançaria a cabeça. Uma morte sem sentido.

— Minha morte… tem sentido… se puder proteger o futuro de meu povo… dessa forma… eu posso…

Apesar da dor e sangue, ele mostrou uma expressão determinada.

— O reino nos escutará agora… Mas tem outra coisa…

O quê?

— Minha vida… Eu…

Ele tossiu sangue e fechou os olhos. Aguentou a dor e virou-se para a espada novamente.

— Poderia escutar a minha história?

Tetsuko olhou para ele.

Garantirei o desejo final daquele que me empunhou e escutarei sobre a vida e morte de Fael.

Capítulo Anterior                                           Menu                                           Próximo Capítulo

Obrigado por lerem
Espero que tenham gostado.
Terça que vem tem mais

Se gostam da história e quiserem ajudar, me apoiem no Apoia-se e se inscrevam na minha lista de emails para não perder nenhuma novidade.

About phmmoura

Just an amateur writer who wishes to share the world inside his head.
This entry was posted in Re;Blade PT and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to [PT] Re;Blade 3

  1. Pingback: [PT] Re;Blade 2 | PHMMoura

  2. Pingback: [PT] Re;Blade | PHMMoura

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s